Cores

Saiu no caderno Informática e etc, de O Globo, hoje:

A vida online (e offline) pode ser mais colorida.
É só respeitar a paleta

André Machado

Que cor escolher na hora de montar um site ou blog? Ou de imprimir algo feito no micro? Vale refletir antes de tascar na página aquela “combinação” sem sentido. Segundo Simone Bacellar Leal Ferreira, diretora do Laboratório de Usabilidade da Ibmec Business School e autora de vários artigos sobre usabilidade em sistemas e na internet, a cor, no monitor do PC, é uma função matemática, definida pelas coordenadas R, G e B (vermelho, azul e verde), num processo aditivo que corresponde aproximadamente aos comprimentos de ondas eletromagnéticas que os olhos humanos enxergam. Já o processo de impressão usa o modelo CMYK (cian, magenta, amarelo e preto).

“Um monitor, por ser fonte de luz, pode criar cores. Já uma impressão usa pigmentos que absorvem e refletem a luz” explica. “Da por vezes a diferença que se constata entre o que há na tela e o que sai no papel, pela falta de um algoritmo adequado.

O branco é uma cor ambígua no uso em TI. Ele pode ser ideal para sistemas em que o usuário não permanece muito tempo na mesma tela, como na navegação por um Google. Mas, num sistema para o qual é preciso olhar o dia inteiro, pode ser uma cor cansativa e irritante, até por carregar em si as demais cores.

“É preciso ficar atento a um bom contraste, também” diz Simone. “Certa feita, vi um site ecológico, que para ser fiel a seu tema, escolheu um fundo marrom-claro e letras marrons. A leitura ficou prejudicada nesse caso.

É preciso ainda ser consistente, identificando URLs por cores de suas tarjas (na Amazon, a seção Books tem um tom esverdeado, enquanto a de Toys & Games ganha clima apropriadamente infantil).

“A cor deve ser usada para ajudar na comunicação, e não apenas num sentido estético” sentencia Simone.

Algumas regras básicas foram delineadas num estudo escrito por ela: a cor deve direcionar a atenção do usuário, determinar um estado de espírito, tornar uma interface mais fácil de ser memorizada (com cerca de sete elementos, em média), enfatizar o que é mais importante na informação exibida, e permitir que se identifiquem várias categorias de informação.

Cor pode ter diferentes significados culturais

Um ponto muito curioso do assunto é a questão cultural. A a seleção do tom depende do público-alvo do seu site. Por exemplo, segundo a especialista, o branco, muito associado no Ocidente a pureza e alegria, é em certos pases orientais a cor da morte e da dor.

“Em países onde a natureza é brumosa e sombria, as cores mais esmaecidas se refletem na psique das pessoas (e mesmo em seus trajes)” pondera. “Já num país tropical como o nosso a própria luz remete ao uso de cores fortes.

Isso sem falar na faixa etária: as crianças preferem as cores vibrantes, os mais idosos os tons pastéis. Por fim, qualquer sistema de TI que se preze deve dar ao usuário a liberdade de escolher as cores com que prefere trabalhar.

Por | Alterado em 12/07/04 às 18:07

Comentários

  1. André M. disse:

    Concordo com a visão da Simone. No entanto, acho que ? s vezes, as cores têm significados diferentes em culturas diferentes, mas outras vezes nem tanto. Vários países adotam a cor amarela como símbolo de riqueza em suas bandeiras, assim como a cor vermelha como símbolo de sangue (por causa de batalhas). Mas também tem ocasiões onde as cores têm significados diferentes de acordo com as culturas. é por isso que acho importante levar em consideração o perfil do público-alvo de um site (ou de uma propaganda, peça de teatro, filme, revista, e muito mais).

  2. s1møne disse:

    Mais sobre internacionalização (inclusive sobre cores) neste artigo:
    http://psychology.wichita.edu/optimalweb/international.htm

  3. Erik Egon disse:

    Esse é um assunto muito fertil… O significado das cores pode variar bastante dependendo do contexto em que está inserida. E pode variar para direções diametralmente opostas!!! Um exemplo é o vermelho, que num momento é a cor da guerra, furia, raiva, batalhas e no outro é a cor do amor, do romantismo, da paixão!!!

  4. André M. disse:

    Erik,
    Você tem razão. Tinha me esquecido de acrescentar estes outros significados da cor vermelha. é aí que entra algo mais, além da cor, como a forma e/ou o conteúdo, a informação que será colocada. Gostaria de ver vários comentários aqui, pois sempre é interessante trocar idéias e ler as diversas opiniões e pontos de vista. Uma boa forma de aprender mais alguma coisa.

  5. Blah disse:

    Blah,Blah,Blah..

  6. s1møne disse:

    Caro Vicktor,
    interessante este ponto de vista. Poderia discursar mais sobre?
    []s

  7. Vicktor disse:

    Cara Simone,
    Adoraria discursar mais sobre o meu “ponto de vista” se o mesmo não tivesse sido um teste mal sucedido…rsrsrs Adorei o seu blog (do qual virei leitor em definitivo) e gostaria de saber se pode me ajudar a implentar comentários para o meu site…Poderia me ajudar?
    []s ;-)

  8. Leonardo Cabral disse:

    Simone, só passei pra dizer que sou mais um fã. Curto muito sua opiniões.

    Continue assim, ou ainda melhor. Abraço.

  9. Edilson disse:

    é através da cor que definimos o mundo. O que existe e o que não existe. A cor revela o nosso estado de espírito, saúde e emoções. As cores inspiram e transformam condutas, umas nos deixam felizes e outras tristes, algumas nos dão energia e outras nos fazem relaxar.

    Por isso, muito cuidado na hora de usa-las, pense bem!

  10. ruf disse:

    ótimo blog anh?! Parabéns

  11. felipe disse:

    é de mais

  12. keiliane disse:

    + sobre a cor vermelha!!!!!!!!!!

  13. Andreia Fernandes disse:

    Não gostei do seu ponto de vista. Pela forma como vê as koisas poderia ter feito MUITO, MUITO, MUITO, MUITO MELHOR

Faça um comentário

*